terça-feira, 28 de agosto de 2012

NÃO É PELA "BOCA PEQUENA"... SAIRÁ PELA PORTA PEQUENA!


Vá para o Congresso e depressa. Espero que saia vencedor, para que possa disputar as eleições autárquicas como presidente do partido. Ele tem de perder nas urnas pelo voto do mesmo povo que enganou. Do meu ponto de vista, quem esperou 36 anos, pode esperar mais um ou dois, porque não pode ficar réstia de jardinismo. Durante muitos anos. O pior que poderia acontecer ao povo da Madeira era ter uma qualquer fotocópia da cartilha a governar os madeirenses. Com todos os malabarismos e jogos internos, pois que continue até sair pela porta pequena. Já que é incapaz de um momento de humildade política para impor a si próprio que tudo tem o seu tempo e que o dele há muito deveria ter terminado, pois que se agarre à cadeira e seja julgado pelo povo.
 
 
Com que então... o discurso de António José Seguro, na Festa da Liberdade, foi "sem-vergonha e colonialista"! Espantoso. Apenas porque disse que este governo regional tem sido incompetente. E não tem sido, pergunto?
Consigo despir-me das minhas convicções partidárias, colocar-me na posição de cidadão anónimo, na posição do desempregado, do empresário aflito, dos profissionais de saúde à rasca, dos professores à beira de um ataque de nervos, dos arquitectos e engenheiros sem emprego, de gente que tem de emigrar, da dupla austeridade que caiu em cima de todos nós e pergunto: então, só o Sócrates é que foi incompetente, conforme, meses a fio, andou o presidente do governo regional a dizer pelos quatro cantos da Região? Não há incompetência na administração e gestão desta terra, entregue à mesma força partidária durante os últimos 36 anos consecutivos? Isto é, o Dr. Jardim tem de governação seis vezes mais o tempo de governo que teve o Engº Sócrates e só os outros é que são culpados pelo desvario local. São colonialistas. 
Durante os governos socialistas, bastas vezes os agrediu como, em outras, de mãozinhas para o céu (como na foto) pediu ajuda, para logo depois da Lei de Meios morder a mão de quem lhe deu a mão, através de actos impróprios para um governante. Agora, com um governo PSD/CDS, anda caladinho, de corda ao pescoço entregou a Autonomia, sabe-se lá por quantos anos, e o Seguro é que é um "sem-vergonha colonialista". Trata-se da velha e gasta tecla de empurrar para os outros as próprias culpas, como se todos fossem uns tontinhos que não conseguissem decifrar as palavras ditas no contexto da história de todo o processo. Já não há pachorra.
Vá para o Congresso e depressa. Espero que saia vencedor, para que possa disputar as eleições autárquicas como presidente do partido. Ele tem de perder nas urnas com os mesmos votos do povo que enganou. Do meu ponto de vista, quem esperou 36 anos, pode esperar mais um ou dois, porque não pode ficar réstia de jardinismo. Durante muitos anos. O pior que poderia acontecer ao povo da Madeira era ter uma qualquer fotocópia da cartilha a governar os madeirenses. Com todos os malabarismos e jogos internos, pois que continue até sair pela porta pequena. Já que é incapaz de um momento de humildade política para impor a si próprio que tudo tem o seu tempo e que o dele há muito deveria ter terminado, pois que se agarre à cadeira e seja julgado pelo povo.
Ilustração: Google Imagens.

Sem comentários: