sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

BPN - VIGARICES E CRIMES

 
Dr. Paulo Morais, Professor Universitário, ex-vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, no debate "A corrupção na origem da crise", promovido pela Associação 25 de Abril. Ainda no passado dia 08 de Janeiro escreveu no Correio da Manhã: "Foi assim com o BPN. Ao longo de anos, a Sociedade Lusa de Negócios (SLN), grupo detentor do banco, realizou todo o género de negócios. Acumulou os lucros nas empresas da SLN, enquanto os prejuízos engrossavam o passivo do BPN". Apesar do assunto não ser novo, vale a pena seguir esta parte do citado debate.




E por aqui? Não sei se a este nível, mas outros, de natureza política, económica e financeira? Será que tudo foi transparente ao longo de trinta e tal anos? Quando se "escondem" milhares de facturas, gerando, com isso, um monumental buraco financeiro, pessoalmente, entendo que quem vier a liderar o governo da Região, terá como tarefa prioritária um rigorosa auditoria que passe a pente fino tudo, mas tudo, em todos os sectores e áreas de actividade governativa. Só assim será clarificada a verdade da Região, não apenas a verdade das opções políticas, mas muitas outras que antes de serem esclarecidas deixam um rasto de enormes dúvidas. Enquanto cidadão sinto que não disponho dos elementos que me permitam perceber a profundidade das causas que a esta situação nos conduziu, eu e milhares de cidadãos, pelo que, não bastando, entre outros, os relatórios do Tribunal de Contas, há que aprofundar para conhecer as teias que, alegadamente, terão sido criadas. A Democracia assim exige!

Sem comentários: