sábado, 2 de março de 2013

GOVERNOS DA REPÚBLICA E DA MADEIRA COMPLETAMENTE ISOLADOS



Estão no fim. Estes governos não "aguentam" muito mais. Esticaram em demasia o elástico da tolerância do povo. O daqui, provavelmente, a contas com a Justiça, mais mês menos mês sairá de cena; o de lá, com centenas de milhar na rua, com a onda de descontentamento a avolumar-se, demitir-se-á ou será demitido.




3 comentários:

Fernando Vouga disse...

Caro André Escórcio

Não é propriamente o governo que está no fim. É toda esta classe política. Se as coisas derem para o torto ou seja, se começarmos à cacetada, ninguém se salva. Não vai haver candeeiros para tanta gente.

João André Escórcio disse...

Obrigado pelo seu comentário.
Para além do comentário, gostaria de pedir desculpa pelo facto de ontem não me ter despedido. Andei ali às voltas para conseguir umas fotos, entretanto, a manifestação iniciou-se e perdi-o de vista. Não me leve a mal. Quando cheguei a casa fiquei com o sentimento que eu não tinha ficado bem "na foto"! Um abraço.

Fernando Vouga disse...

Caro André Escórcio

Não tem nada que pedir desculpa. Fiquei-me na rotunda do Infante, porque as senhoras a quem eu tinha de dar boleia para casa não quiseram subir a rampa. E já não deu para despedidas.

Mas tive muito gosto em conhecê-lo pessoalmente.