quinta-feira, 8 de agosto de 2013

O DISCURSO DO GOVERNO REGIONAL E AS 40 HORAS



Uma imagem vale mais que mil palavras. Que o digam os portugueses em geral e os madeirenses em particular. Ontem foi a trapalhada total sobre as 40 horas de trabalho. De manhã, a medida não se aplicaria na Madeira e, depois do almoço, já não era bem assim... 
"Quero dizer em primeira mão que o Governo Regional não vai aplicar o horário de trabalho maior aqui na Região", assumiu o presidente do Governo Regional da Madeira. Ora bem, também disse, em tempos idos, que não ia aumentar os impostos e que as medidas da Troika aqui não se aplicariam. Depois, foi o que se viu com a dupla austeridade (tripla, no Porto Santo). Mas, não quero entrar por aí, pois a história das mentiras é muito longa e complexa. Prefiro deixar a interrogação, se esta medida surge ou não, apenas porque o momento é de aflição política pela proximidade de eleições autárquicas?

É minha convicção que sim até porque, neste momento, com mais de seis mil milhões de dívidas, o dito terá que colocar o rabinho entre as pernas e cumprir, pela sua notória incapacidade negocial com a República. Mas, atenção, a minha posição sobre as 40 horas há muito está definida: não precisamos de mais trabalho, mas de melhor trabalho.
Finalmente, o cartoon aplica-se (e de que maneira) ao discurso dos membros do governo regional da Madeira.
Cartoon de: Pawla Kuczynskiego

Sem comentários: