domingo, 18 de maio de 2014

AI JUNKER... JUNKER...



Li: "O candidato do Partido Popular Europeu (PPE) à presidência da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, defendeu que Portugal fez "um excelente trabalho", com uma "impressionante" "saída limpa", afirmando que os resultados vão chegar à vida das pessoas (...) "sei que o plano de resgate foi fortemente criticado, mas os resultados agora estão aí, ainda não estão aí tão rapidamente no que às pessoas diz respeito, mas vão chegar. O desemprego está a diminuir, as trocas comerciais com o estrangeiro estão a melhorar, as exportações estão a melhorar, todos os indicadores apontam para uma melhor situação (...)". Em poucas palavras: a direita política, quase radical, é assim. Pouco se rala com a pobreza, com o desemprego e com a emigração forçada. O que interessa é abrir as portas ao grande capital, privatizar tudo o que cheire a dinheiro e permitir a especulação dos mercados. Da felicidade dos povos a direita tem um entendimento muito limitado. Basta olhar para Portugal e aquilatarmo-nos do que este governo Passos/Portas fez em três anos. Foram alguns meses de campanha a prometer o Céu e mil dias a roubar, descaradamente, quem vive do seu trabalho. Os indicadores estão também aí: aumento da mortalidade, diminuição da natalidade, salários em queda, carga fiscal insuportável, pobreza e falta de esperança. E continua este Junker a prometer o Céu! 
Ilustração: Google Imagens.

Sem comentários: