quinta-feira, 14 de agosto de 2014

CUIDADO... HÁ CAPANGAS POR AÍ


O desrespeito é total e não há quem coloque certos senhores na ordem. O Estado está a saque. Dividiram-no em coutadas, obedecendo às regras do dinheiro que não tem pátria. Despudoradamente, primeiro, cercaram as pessoas de múltiplas maneiras, agora, "atiram" sobre as presas. Aquilo que deveria ser considerado um "direito de propriedade", em alguns casos tornou-se, em outros, está a tornar-se em mais um espaço possível para saquear o que não lhes pertence. O Estado rouba nos impostos, esbulha nas aposentações e pensões, agrava os impostos e permite que outros, na sua esteira, também o façam, tal como os capangas que obedecem a alguém por dinheiro. 


O presidente do BPI mostrou-se, há dias, uma vez mais, "contra todas as vozes que se têm oposto à eventualidade do confisco de depósitos bancários acima de 100 mil euros, tal como sucedeu em Chipre. Ulrich falava no contexto das declarações do comissário europeu Michel Barnier, que admitiu essa eventualidade para Portugal. O banqueiro Ulrich, aproveitou a oportunidade e considerou “UMA BOA NOTÍCIA”.
Repare o leitor que se fala aqui de CONFISCO de depósitos que foram realizados de boa-fé. Fala-se de dinheiro que deveria ser considerado "propriedade" de quem deposita e que está sujeito a impostos (28%, salvo erro, sobre os juros). Estamos a falar de dinheiro que o banco, a partir dos depósitos, multiplica em lucros fabulosos, pagando, em contrapartida, míseras taxas de juro aos clientes. E aquele "caramelo", que um dia disse que o "povo aguenta... aguenta" a austeridade, tem a lata de concordar com uma sugestão que, claramente, ROUBA aos pequenos para deleite dos grandes senhores da massa! É a perversão total do que deve ser um Estado de Direito. 
Já aqui escrevi e repito o que um velho amigo me disse: "se o Al Capone regressasse, a primeira pergunta que faria seria esta: como é possível fazer tanto sangue sem um único tiro?"
Cuidado: há capangas por aí e nada me diz que, quando menos se esperar, numa Sexta-feira, pela noite, o BdP venha anunciar que, na Segunda-feira seguinte, os depósitos estão congelados ou CONFISCADOS. Quem aforrou toda a vida, quem foi emigrante e que teve a sorte do seu lado, quem herdou alguma coisa, que tenha presente o BES! Há gente capaz de tudo.
Ilustração: Google  Imagens.

Sem comentários: