sábado, 25 de abril de 2015

DA PRIMAVERA DA ESPERANÇA AO OUTONO DO ESBULHO



Andam a desfazer muito do que Abril nos trouxe. De uma ditadura passámos a uma ditadurazinha sufragada pelo voto do povo. Aos poucos andam, claramente, a roubar direitos constitucionais, aos poucos andam a sacar o pouco dinheiro das carteiras, aos poucos andam a vender o nosso país aos bocados e, aos poucos, até desejam controlar o que se escreve e o que se publica. Hoje não é apenas Portugal que necessita de um novo Abril, mas sim toda a Europa. É, por isso, que a chama de Abril tem de ser vivida e integrada todos os dias, nos princípios e valores que a animam. 

Sem comentários: