quinta-feira, 11 de junho de 2015

DN SOLIDÁRIO PELA BEATRIZ


Aos onze anos precisa de uma cadeira de rodas (eléctrica), porque sofre de "artrogripose, uma doença congénita rara que se caracteriza por múltiplas contraturas articulares que podem incluir fraqueza muscular e fibrose. No tipo mais comum de artrogripose, mãos, punhos, cotovelos, ombros, quadris, joelhos e pés são afectados". O valor aproxima-se dos € 13.500,00. Com ela terá mais autonomia e qualidade de vida. Segundo o DN foi aberta uma conta solidária com o NIB 0035 0188 0000 2112 230 51. Colaboremos.


Aprecio o gesto altamente meritório do "DN-Madeira Solidário", mas fico revoltado quando vejo tanto dinheiro desperdiçado no sector público. Não é preciso sequer entrar pelas obras megalómanas e desajustadas das prioridades da Região. Limito-me a dois gastos diários supérfluos: o do Jornal da Madeira que custa, diariamente, € 11.000,00 e o do futebol profissional que nos leva, por dia, cerca de € 12.000,00. Isto é, grosso modo, € 33.000,00 vão à vida, quando o primeiro há muito deveria ter sido privatizado ou entregue à Diocese e o segundo, sendo as SAD's empresas, questiona-se sobre o porquê de merecer um tratamento diferente de qualquer uma outra. 
Enquanto isto acontece, a tal "renovação" deixa passar ao lado necessidades elementares de uma criança (desta e de outras) atingida pela doença, como impede que os idosos com rendimentos inferiores ao limiar da pobreza beneficiem de um complemento de pensão.
Apesar disso, repito, colaboremos pela Beatriz que tem direito a ser feliz.

Sem comentários: