sexta-feira, 23 de outubro de 2015

O DISCURSO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, A FALTA DE INTELIGÊNCIA E AUSÊNCIA DE RESPEITO


A decisão já era aguardada. O que não era previsível foi o tom odioso e crispado, a divisão entre bons e maus portugueses, a ofensa e mesmo humilhação ao PCP e BE que, somados, juntam mais de 20% dos eleitores, como salienta o jornal Público, até a voz de “apelo à rebelião dos deputados do PS”, o desrespeito pela Constituição da República e os deveres de isenção do Chefe de Estado. 


A indigitação do Dr. Passos Coelho não surpreende, grave é a sua atitude mesquinha e até rancorosa. Um Presidente que jurou cumprir e fazer cumprir a Constituição e que deveria ser reconhecido como o Presidente de todos os portugueses, acabou, uma vez mais, por denunciar o seu facciosismo através de um discurso concordante com as suas convicções partidárias e secundarizando outras leituras políticas sobre a construção do nosso futuro colectivo. O Presidente demonstrou, assim, a raiz do seu pensamento, onde a convivência democrática suscita dúvidas sem fim. 
Escolheu um caminho, mas podia-nos ter poupado a um certo vómito político; escolheu e está no seu pleno direito, mas poderia, também, evitado que o país se arraste em uma crise política. Os próximos tempos serão, politicamente, da sua inteira responsabilidade. Uma coisa é certa, se não desejava, agora, sim, reforçou a posição do PS e a união de toda a esquerda. Entretanto, três moções de rejeição ao Programa de Governo estão a caminho e este próximo governo terá, apenas, umas semanas. Resta saber quem irá aceitar ser ministro por uns dias. Dir-se-á que o Presidente foi à caça e foi caçado! Que irritante e péssimo político este.
Ilustração: Google Imagens.

1 comentário:

rui disse...

Ficar à mercê de quem muito bem calhar pode ficar muito caro!!!
.
Um exemplo: a construção de 'elefantes brancos' (ex: as auto-estradas 'eh-olha-lá-vem-um') criou postos de trabalho... todavia, no entanto... o dinheiro sugado à economia - através dos impostos - para pagar a dívida contraída na construção de 'elefantes brancos'... provoca a destruição de muitos mais postos de trabalho do que aqueles que foram criados na construção dos 'elefantes brancos'!
.
.
O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
-> Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
.
---»»» Democracia Semi-Directa «««---
.
-> Votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
—> Leia-se: deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!
[ver blog « Fim-da-Cidadania-Infantil » (http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/)]