terça-feira, 10 de novembro de 2015

UM MOMENTO HISTÓRICO



O governo da República da responsabilidade do PSD/CDS caiu. Estou feliz, tal como milhares pelo país fora. Vi, frente à Assembleia da República, abraços de satisfação, de grande emoção, muito certamente por parte de tantos que, ao longo de quatro anos, sofreram através da enormíssima carga fiscal, da retirada de direitos sociais fundamentais, sofreram com o desemprego, sofreram com os dados da emigração e sofreram com o empobrecimento. Só nos dados da emigração temos de recuar aos anos 60 do século passado para obtermos valores idênticos. Trata-se de um acordo histórico, com toda a esquerda a entender-se naquilo que os une e deixando de lado o que os desune. As Leis e os Decretos-lei são apreciados, debatidos e aprovados ou não na Assembleia da República. Sendo assim, porque a Coligação PSD/CDS ganhou as Legislativas sem maioria, obviamente, que não tinha condições políticas para governar. E, em DEMOCRACIA, é tão legítimo a direita coligar-se, como não deve constituir qualquer sobressalto e espanto a esquerda juntar-se para garantir a estabilidade governativa. Cabe, agora, ao Presidente da República seguir os caminhos constitucionais e indigitar um novo primeiro-ministro.

Sem comentários: