segunda-feira, 8 de agosto de 2016

JOÃO RODRIGUES - 28 ANOS AO MAIS ALTO NÍVEL QUANDO O TREINO É "DOR, SOFRIMENTO E AGONIA"


Hoje é dia de estreia na VII olimpíada de João Rodrigues. É capaz de passar despercebido aos menos familiarizados com o alto rendimento desportivo, o que significam 28 anos ao mais alto nível. Passar por uma qualificação olímpica constitui um feito extraordinário, mas repeti-lo sete vezes entre os melhores do Mundo é coisa que não está ao alcance de qualquer praticante, seja qual for a modalidade. Basta dizer que João Rodrigues fez a sua primeira olimpíada quando não tinham ainda nascido alguns dos que hoje vão competir ao seu lado. Penso que por aí está tudo dito. Depois, passar os olhos pelo seu vastíssimo currículo desportivo (endereço no final deste texto) é de ficar completamente rendido ao seu valor, onde abundam mais de uma centena de internacionalizações, mais de 50 medalhas internacionais e títulos de campeão do Mundo e da Europa. Fantástico.


O treino "é dor, sofrimento e agonia", li, salvo erro, em Peter Daland (treinador de natação/USA) e só quem por ele passa ou acompanha fica com essa noção da angustiante pressão e do esgotamento diário. No alto rendimento não se pode deixar para amanhã, pelo que as opções são muito claras entre o divertimento e o compromisso com o resultado. João Rodrigues, "Vagabundo dos Mares" como escreveu em livro, é um exemplo pouco aproveitado junto dos jovens. Tenho pena. Ele que encontrou tempo, no tempo certo, para se Licenciar em Engenharia Mecânica e terminar a sua carreira desportiva, aos 44 anos, na olimpíada do Rio.
Uns marcam golos e fazem fortunas quase incalculáveis, são endeusados e deixam para a posteridade o seu nome registado em tanto lugar; outros, os que não dependem do colectivo, que lutam sós, que pedem apoios para se manterem no topo da competição desportiva mundial, apenas lhes dão um valor qb. Está tudo dito quando o nosso país atribui, apenas, € 25.000,00 por uma medalha de ouro! Esta é a realidade. Tenho pena que assim seja.
Nutro pelo João Rodrigues uma enorme simpatia e admiração. É um exemplo. Não há declaração sua que não seja acompanhada de uma contagiante gargalhada que muito diz da sua estrutura enquanto Homem. Escreveu Pierre de Coubertin: "Ó Desporto, tu és a alegria! Ao teu chamamento o corpo alegra-se, os olhos sorriem e o sangue circula. (...)". João Rodrigues interpreta e bem aquela frase da Ode ao Desporto de Coubertin.
João, felicidades para as competições que hoje se iniciam. Divirta-se e não pense em medalhas. Pense que cumpriu o ideal olímpico.
Currículo de João Rodrigues AQUI.

Sem comentários: