quinta-feira, 15 de setembro de 2016

NÃO É O MERCADO A FUNCIONAR. É O ROUBO DESCARADO E IMPUNE QUE ACONTECE!


A situação tornou-se insuportável. Está cada vez pior. Que o digam, por exemplo, neste período, os pais dos estudantes: são as deslocações caras, os alojamentos, as matrículas e as propinas, os livros e sebentas, a alimentação e o vestuário. Para muitos um sufoco. E quando não é apenas um, mas dois e três filhos!


Ligar-se da Madeira aos aeroportos de Lisboa ou Porto, para todos, em alguns dias e períodos do ano, custa quase o valor de uma viagem "promocional" ao Brasil. Há muito que descobriram a mina, perante a passividade do governo regional, em geral, e do secretário da Economia, em particular. Mas há mais. Enerva-me, a lata, dos senhores TAP, lata que não conhece limites. Leio no sítio da internet:
"DOAR MILHAS À MADEIRA
Ninguém fica indiferente às imagens que fomos acompanhando pela comunicação social nos últimos dias. A Ilha da Madeira foi assolada por violentos incêndios que, não lhe tirando o encanto, roubaram a confiança e a esperança das suas populações. (...) A TAP está empenhada nesta missão e conta com a sua ajuda, porque ser Cliente Victoria é também ser solidário.
Se tem milhas a expirar é tudo o que precisa para poder ajudar! Transforme essas milhas em milhas solidárias e doe-as para a conta que criámos para o efeito (...)". 
Oh meus senhores quem tem milhas aproveitá-las-á, se puder, para tentar minorar o preço que impõem nas viagens. Por isso, não brinquem com a palavra solidariedade. Sejam solidários respeitando os madeirenses e portosantenses através do valor justo das viagens. Porque não é o mercado que está a funcionar, mas sim o ROUBO DESCARADO E IMPUNE que acontece.
Ilustração: Google Imagens.

Sem comentários: