quarta-feira, 5 de outubro de 2016

FUNCHAL COM FALTA DE LIMPEZA? TALVEZ... AS OBRAS NAS RIBEIRAS DEIXAM MARCAS NEGATIVAS


Um senhor alemão, radicado em Espanha demonstrou o seu descontentamento com a falta de limpeza na baixa do Funchal. Se, por aqui, notou ausência de limpeza, muitas "cartas do leitor" o senhor Heinz terá de escrever na Alemanha e no país onde actualmente vive. Simplesmente porque eu conheço, relativamente bem, a Alemanha e a Espanha. E por aqui fico, porque o senhor Heinz desconhece que estacidade tem ganhado sucessivos prémios onde essa variável de apreciação constitui factor determinante. E desconhece o que outros turistas dizem da cidade. Que haja reparos, obviamente que sim. E é bom que os cidadãos e os visitantes o façam, porque isso demonstra que desejam o melhor para a cidade. A isso chama-se cidadania activa.


Já a mesma opinião não tenho relativamente ao secretário regional da Economia e Turismo da Madeira, Dr. Eduardo Jesus, que aproveitou a embalagem do senhor Heinz para desferir um ataque sem sentido à Câmara. Eu sou capaz de perceber as razões, mas não vou entrar por aí. Lamento é que um governante desça ao patamar de vereador da oposição, quando tem tantos dossiês por resolver e não tem tido engenho e coragem política para os solucionar. Nos últimos tempos, da sua boca só tenho assistido a um permanente passa-culpas: é o caso, por exemplo, do subsídio de mobilidade, do avião cargueiro e da ligação marítima ao Continente. De economia pouco ou mesmo nada e de turismo nada tem sido realizado que outros já o não tivessem feito. Continuidade, apenas, com o benefício da instabilidade política em outras paragens. 
Mais, ainda. Daria parabéns ao secretário se tivesse tido uma posição firme contra a destruição do património que as ribeiras do Funchal representam e para os alegados efeitos na imagem de quem visita e transita no Funchal. Mas, aí, o silêncio foi ensurdecedor, quando vários e considerados especialistas se manifestaram publicamente. 
Finalmente, enquanto cidadão nascido e residente no Funchal, porque gosto da minha cidade, manifesto a minha preocupação com a monumental dívida deixada na Câmara pelo anterior governo autárquico, situação que não ajuda nada uma mais bem sucedida administração. Talvez "os sistema de rega" dos jardins fossem melhores. Sendo assim e porque o recurso financeiro é muito escasso, pressuponho, na tal alegada falta de limpeza, o secretário deveria ter em consideração os recentes fogos e a natural deslocação de meios para prevenir males maiores com a aproximação das chuvas de inverno.
Já agora, dê uma palavrinha à senhora secretária da Inclusão, porque em determinados locais (é verdade) os sem-abrigo deixam marcas da sua passagem, em alguns casos de puro vandalismo. E só resolvendo ou atenuando esta situação, entre muitas outras, podemos ter uma cidade menos sujeita à crítica.
Ilustração: Funchal/Notícias

Sem comentários: