quarta-feira, 16 de novembro de 2016

A PROPÓSITO DE UMA ELEIÇÃO


"Sem mais comentários. Lá e cá maus fados há. Aprenderemos a lição?... Enquanto isso, faço minhas (e adapto-as) as palavras do grande poeta Homem de Mello para a voz de Amália, dirigindo-se ao Povo português, também ao Povo ilhéu, enfim, ao Povo universal:

Povo que lavas no rio
E talhas com o teu machado
As tábuas do teu caixão

Não do “meu”, mas do “teu”.
Quantas vezes são as próprias pessoas que talham as tábuas do seu caixão!... 
Construamos berços de sonhos e pontes de esperança. A sério! E enquanto é tempo!"

Do blog:
http://sensoconsenso.blogspot.pt/

Sem comentários: