domingo, 18 de junho de 2017

UMA SÓ PALAVRA: VERGONHA.


Foto DN/Flagrante.

Uma foto obtida do mar ou do cais Molhe da Pontinha apresenta-nos esta obra, em construção, do novo Hotel Savoy. Não sei se já chegou ao topo! São 20 andares, 15 dos quais acima da cota de soleira. A explicação, pormenorizada, pode ser lida no texto da Drª Violante Saramago Matos, AQUI. Várias foram as vozes que se levantaram sobre esta megalómana obra, inclusive, a do presidente da delegação regional da Ordem dos Arquitectos. Inclusive, uma petição acabou por não ser entregue na Assembleia, por não ter reunido o número suficiente de assinaturas. Significativo do alheamento. Para já, trata-se de uma obra que rebenta com a escala do anfiteatro da cidade do Funchal. Há uma pergunta que, neste momento, deve ser colocada: tendo sido do Dr. Miguel Albuquerque a responsabilidade total da autorização da sua construção, hoje, o que pensa, após o que está à vista de todos? Seria interessante conhecer a sua leitura sobre esta agressão paisagística que ajuda a descaracterizar o anfiteatro da cidade do Funchal. Mais, seria bom que fosse do conhecimento de todos os funchalenses os pareceres das entidades envolvidas.

Sem comentários: