domingo, 24 de dezembro de 2017

A PROPAGANDA. VINHO E ALHOS E UMA ESPÉCIE DE HOSPEDEIRA DE BORDO



Não estou a ver qualquer governo do nosso País ou de além fronteiras, no Natal ou em outros momentos festivos, todos juntos, em um passeio pelos locais de grande concentração de pessoas. Mas aqui, na Região Autónoma da Madeira, aconteceu. Foram ao mercado dos lavradores e no bar ali existente deliciaram-se com uma sandes de vinho e alhos. Bom proveito lhes tivesse feito. Não sei se foi acompanhado de uma "laranjada". Talvez, porque a cor naturalmente puxa! Como facilmente se percebe não existiu aqui qualquer tipo de propaganda! Nada disso. O que existiu foi uma simples presença no sentido de demonstrarem uma grande proximidade ao povo. Só isso.

Ainda mais interessante foi a secretária do turismo subir a bordo do avião TAP, após a chegada ao Funchal, o tal que possibilitou a vinda à Madeira de estudantes universitários que de outra maneira possivelmente não passariam esta quadra com as suas famílias, para lhes dar as boas-vindas. Qual propaganda, qual quê! Esqueceram o vergonhoso preço imposto pelas companhias aéreas, particularmente pela TAP (serviço público e continuidade territorial, o que é isso?) e eis que, com bolo de mel e brisa, demonstrando evidentes qualidades de hospedeira de bordo, a secretária só não disse: em 2019, não se esqueçam, que fomos nós que possibilitámos a vossa vinda. De resto, tratou-se de um vídeo profissional, extremamente bem feito, calculado para um objectivo, mas, como é evidente, sempre longe da propaganda. E os outros é que a fazem. Espantoso.

 
Ilustração: Google Imagens e Youtube

Sem comentários: