sábado, 20 de janeiro de 2018

NÃO É CONVERSA DA OPOSIÇÃO É DA ORDEM DOS MÉDICOS


"HÁ UM SECRETÁRIO QUE DEVE LIDERAR OU ENTÃO MUDE-SE O SECRETÁRIO"


A entrevista do Dr. António Pedro Freitas, líder da Ordem dos Médicos na Madeira é de uma frontalidade pouco habitual. Daí que lhe enderece os meus parabéns. Nas vésperas de um debate na Assembleia Legislativa da Madeira sobre questões do Sistema de Saúde, a radiografia do sistema, publicada pelo DN-Madeira, coloca o governo regional e, particularmente, o secretário da Saúde, em maus lençóis. Fala de um sistema bicéfalo, de clima de intimidação e ambiente pesado e amordaçado, de maus indicadores, de manobras estatísticas, portanto, manipuladas, de perda de idoneidade formativa, de um sistema refém das mesmas ideias e do mesmo modo de pensar e agir, de marasmo e indiferença, que a culpa é sempre dos outros ou morre solteira, enfim, sendo assim e pelo que li, estão explicados, entre outros, dois factos: primeiro, este mandato regista (já) três secretários e substantivas alterações no quadro da administração e direcção clínica; segundo, a verdade dos vários trabalhos publicados pelo DN-Madeira, denunciando o caos no sistema pelas mais variadas razões. Não se trata de perseguição, mas da realidade.
Uma entrevista do jornalista Élvio Passos, a ler com atenção, mais que não seja para que percebamos o estado de saúde da Saúde na Região. A situação a que chegou, que é transversal a todo os sectores do governo, demonstra que há uma absoluta necessidade de mudar de políticos e de políticas.

A entrevista pode ser lida AQUI
Ilustração: DN-Madeira

Sem comentários: