sexta-feira, 15 de junho de 2018

GATO ESCONDIDO COM RABO DE FORA?



FACTO

Paulino Ascenção, coordenador Regional do BE/M, disse que numa semana em que ficamos a conhecer o tarifário da ligação marítima entre o Funchal e Portimão, no caso da carga “deparámo-nos com preços que são “verdadeiramente proibitivos” (...) “Em algumas categorias, o preço do trajecto de Portimão para o Funchal é cinco vezes mais caro do que em sentido inverso e outra categoria chega a ser sete vezes mais caro” (...) isto só acontece porque o operador “é o mesmo que domina a carga via porta contentores”, que, por sua vez, “não deseja que haja meios alternativos para abastecer a ilha da Madeira” (...) “É um assalto ao bolso dos madeirenses este nível de preços que conta com a cumplicidade do Governo Regional que desenhou este concurso à medida desta empresa para reforçar o monopólio do transporte de carga entre a Madeira e o continente”. Fonte: DN-Madeira.

COMENTÁRIO

Das duas uma: ou o governo regional explica tim-tim-por-tim-tim esta história ou, confirmando-se as declarações do Dr. Paulino Ascensão, estamos, de facto, em presença de um claríssimo e inaceitável roubo, indirecto, à carteira dos madeirenses e porto-santenses. Para não ir mais longe, isto é, repito, confirmando-se, poderá configurar a ideia de uma negociata, de um negócio "ARMA(S)DO" em sede de concurso, à medida dos interesses dos mesmos de sempre. Portanto, expliquem. E depressa.
Ilustração: Google Imagens.

Sem comentários: