sexta-feira, 25 de abril de 2014

GENTE QUE DETESTA ABRIL, MAS QUE PROSPEROU COM ABRIL


Disse o Presidente da República: "É difícil compreender que agentes políticos responsáveis não consigam alcançar entendimentos". Ora, Cavaco Silva ainda não percebeu, no mínimo, três coisas essenciais: primeiro, a democracia representativa assenta, exactamente, na possibilidade de divergência de opinião e, portanto, não faz sentido insistir no consenso, naquilo onde se sabe existirem caminhos políticos diferentes e alternativos; segundo, que é um político que parece alheio à teia promíscua internacional que varre o Mundo, onde a política de casino esmaga povos, gera pobreza, desemprego e desesperança; terceiro, que é Presidente de todos os portugueses e, neste quadro, deve deixar à porta as suas convicções ideológicas ultraliberais e guiar-se pelos sinais sensatos vindos da rua. 


Cavaco deveria perguntar a António José Seguro, líder da oposição, que razões o levam a dizer que: a “democracia, o Estado Social, a matriz do ideal europeu, estão hoje ameaçados” por governantes que “não assumem as suas verdadeiras intenções” e por “um pensamento que se pretende único”.
É, claramente, um Presidente que não simpatiza com esta data histórica. Aliás, circula na NET a sua ficha de inscrição na PIDE/DGS. Para ele, o símbolo "cravo" não tem qualquer significado. E se não tem, obviamente, os princípios e os valores que emanaram da Revolução, não fazem sentido. Neste contexto, interessante não deixa de ser o "cravo" na lapela de Passos Coelho. Das duas, uma: ou não percebeu o que significa, ou, então, quer provocar-nos. Enquadro-o na segunda hipótese. São tantas as maldades feitas ao povo, tantos os roubos que o seu governo tem feito, tanta a supressão dos direitos sociais que só pode estar a gozar connosco e a querer parecer aquilo que não é. A lata é tanta que até disse que a "democracia e a liberdade têm de ser regadas todos os dias". Estou cada vez mais farto desta gentalha política hipócrita que detesta Abril, mas prosperou com Abril.
Ilustração: Google Imagens.

2 comentários:

Espaço do João disse...

Aos burros velhos, dá-lhes palha nova , pois os dentes começam a terem dificuldades de trincar as coisas duras.

João André Escórcio disse...

Toda a razão, meu Caríssimo Amigo.