sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

AGORA COMEÇO A PERCEBER O PORQUÊ DE TANTO INTERESSE DA DIREITA EM GOVERNAR


Preocupa-me saber, depois dos "cofres cheios", da tal almofada financeira que até o Presidente da República referiu, insistentemente, se o défice ficará nos 3% ou abaixo disso. "O governo da coligação PSD/CDS gastou em Novembro 278,3 milhões de euros da almofada financeira de 945,4 milhões de euros prevista no Orçamento do Estado de 2015, segundo o relatório da execução orçamental da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) que apoia o Parlamento. Com a redução de um terço do montante, a meta do défice está comprometida", Expresso. Querem ver que o culpado será o actual Primeiro-Ministro e os partidos que formam a maioria na Assembleia da República? Ou a culpa será, ainda, do Sócrates?


"Quando ao défice público, a UTAO estima que tenha ficado nos 3,7% do Produto Interno Bruto (PIB), no fim de setembro, um valor acima da meta do anterior Governo para a totalidade do ano. Este é o valor central da estimativa da UTAO que aponta para um défice no intervalo entre 3,4% e 4% do PIB que, corrigido de medidas extraordinárias poderá reduzir-se para 3,5%. (...)" - Expresso.
Toda a notícia, aqui:
http://expresso.sapo.pt/economia/2015-12-04-Defice-em-risco.-Governo-gastou-em-novembro-um-terco-da-almofada-financeira-diz-a-UTAO
Ilustração: Google Imagens.

Sem comentários: