quinta-feira, 2 de abril de 2015

MINISTRO MIGUEL POIARES MADURO: "JÁ NÃO ESTAMOS EM AUSTERIDADE"


Só pode estar a brincar, ou melhor, a gozar com os portugueses, quando assume que "já não estamos em austeridade". A ministra das Finanças diz que Portugal "tem os cofres cheios" (de dívidas, certamente) e aquele senhor, com um desplante tal, abre a boca para sublinhar aquela enormidade. 


Mas partamos do princípio que é verdade e que nós, portugueses, ainda não nos apercebemos disso. E sendo assim, sem qualquer demagogia, libertem, então, as taxas e sobretaxas, reduzam o escandaloso IMI, baixem a pouca-vergonha do IRS, descongelem as carreiras profissionais, acertem o IVA para taxas aceitáveis, melhorem um bocadinho as miseráveis pensões e, entre tantas situações que aqui poderiam ser enquadradas, promovam o investimento público gerador de emprego e, consequentemente, a baixa dos vergonhosos níveis de desemprego e pobreza. 
Há declarações que, julgo eu, não são pensadas, isto é, são muito pouco "maduras". Eu sei que vivemos em um País onde crescem as fortunas, mas onde os pobres aumentam por todo o lado. Só se o ministro está a falar para os primeiros, porque aos segundos resta-lhes aguardar à porta dos centros de emprego ou emigrarem.
Ilustração: Google Imagens.

Sem comentários: