segunda-feira, 5 de setembro de 2016

DEPRIMENTE E SEM PERDÃO



Ontem, decidi-me por passagem pelas zonas altas do concelho da Calheta. Deprimente e de ficar em estado de revolta. O verde da nossa lindíssima paisagem deu lugar ao negro. Em muitos espaços é isso que acontece. Não têm perdão os que, alegadamente, fizeram intencionais ignições. A nossa maior riqueza é agressiva paisagem temperada com a doçura do verde que encanta. Agora, há que esperar que a natureza se recomponha. Levará algum tempo, é certo, mas a beleza regressará.

Sem comentários: