sábado, 2 de junho de 2012

COMENDAS A PATACO


Ora, diga-me lá Senhor Representante da República, onde é que o Dr. Brazão de Castro se enquadra? Em que área temática? Qual foi o seu feito na Educação ou nos Recursos Humanos? Esconder estatísticas? Controlar as escolas e ter um rol de graves desconsiderações junto dos professores? (são tantos os exemplos)? Qual o seu currículo que permita a consideração de actos excepcionais e/ou serviços relevantes ao País? Quem o terá indicado? Já não bastará a ridícula atribuição do seu nome a um estabelecimento de ensino?


Ao ler a notícia sobre as habituais atribuições de Comendas do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, onde consta o nome do Dr. Brazão de Castro, ex-secretário de várias "coisas", lembrei-me da "Valsinha das Medalhas" do Rui Veloso e Carlos Tê. Eis o refrão:

"Encosta o teu peito ao meu, sente a comoção e chora

Ergue o olhar para o céu, que a gente não se vai embora

Quem és tu donde vens, conta-nos lá os teus feitos
Que eu nunca vi pátria assim, pequena e com tantos peitos"

Quanto aos outros, do meu ponto de vista, são INDISCUTÍVEIS. O Arquitecto Paulo David e o compositor e cantor Sérgio Borges, cada um no seu espaço de intervenção, são figuras que merecem a consideração de todos. Obviamente que outros andam por aí, em vários sectores e áreas de actividade, com trabalhos notáveis que constituem uma marca de rara qualidade e prestigiante entre os insulanos da Madeira. Passem em revista os vários sectores e verificarão quantos, inclusive instituições, merecedoras de distinção. Agora, o Dr. Brazão de Castro! O que é que ele fez por onde passou? Que marca deixou? Alguém se lembra de alguma iniciativa de carácter excepcional? Bastará uma grande longevidade no governo para ser distinguido com o Grau de Grande-Oficial da Ordem do Mérito. A Lei é clara: 
Artigo 3.º
Finalidade geral das Ordens Honoríficas Portuguesas
1- As Ordens Honoríficas Portuguesas destinam-se a galardoar ou a distinguir, em vida ou a título póstumo, os cidadãos nacionais que se notabilizem por méritos pessoais, por feitos militares ou cívicos, por actos excepcionais ou por serviços relevantes prestados ao País.  Uma atribuição de um título honorífico não pode ser feita através de uma lista de interesses, do tipo, quem está a seguir! Ora, diga-me lá Senhor Representante da República, onde é que o Dr. Brazão de Castro se enquadra? Em que área temática? Qual foi o seu feito na Educação ou nos Recursos Humanos? Esconder estatísticas? Controlar as escolas e ter um rol de desconsiderações junto dos professores? (são tantos os exemplos) Qual o seu currículo que permita a consideração de actos excepcionais e/ou serviços relevantes ao País? Quem o terá indicado? Já não bastará a ridícula atribuição do seu nome a um estabelecimento de ensino? Será que, por aqui, já acontece o mesmo que nas comunidades madeirenses que, durante algum tempo (não sei se continua), se assistia a lóbis de grande pressão para condecorar este e aquele?
Bom, eu só gostaria de perceber, simplesmente porque atribuo uma grande relevância aos títulos honoríficos. E, neste pressuposto, obviamente que não podem ser atribuídos a pataco. Sendo assim, o Presidente da República só pode estar a brincar com os madeirenses e portosantenses! Sobretudo com aqueles a quem os madeirenses reconhecem indiscutível valor.
Ilustração: Google Imagens.

4 comentários:

Vico D´Aubignac (O Garajau) disse...

Senhor Professor,
Sei bem que a forma, o género e o estilo são bem diferentes dos seus, todavia julgo haver uma afinidade qualquer que une invisivelmente os espiritos justos.
Convido-O pois a aparecer em "ogarajau.blogspot.pt" - um pequeno atol que utilizo para tomar golfadas de ar fresco.
Um grande abraço.
V.D´A.

João André Escórcio disse...

Muito obrigado.
Visitarei com muito gosto. Só que deve existir qualquer problema (intromissão abusiva e bloqueadora de alguém), pois quando tento aparece uma janela a informar que não deve continuar...
Vou verificar. Gostaria de saber pormenores.

João André Escórcio disse...

Já consegui e vou colocá-lo nos meus favoritos.
Obrigado.

Vico D´Aubignac (O Garajau) disse...

Honrado.